POLÍCIA CIVIL PRENDE MULHER POR RECEPTAÇÃO EM MOSTARDAS

Destaque Geral Polícia
Na manhã 27/05/22, agentes da Delegacia de Polícia de Mostardas, com apoio de agentes da Delegacia de Tavares, prenderam em flagrante uma mulher pela prática do crime de receptação.
As investigações tiveram início após o conhecimento pela polícia da prática de um crime de furto ocorrido há poucos dias na localidade Bacopari, em Mostardas.
Os agentes saíram em diligência visando localizar as pessoas apontadas como suspeitas do crime de furto para fins de responsabilizá-las, mas não obtiveram sucesso.
Contudo, em continuidade das diligências, granjearam informações fidedignas da exata localização dos produtos do furto e rumaram ao local para fins de verificação da procedência.
Chegando a residência indicada, os policiais se depararam com a porta aberta e os moradores sentados na sala de estar, sendo que foi possível visualizar que o ambiente possuía dois sofás de cores e materiais distintos, resultando na indagação da origem do bem.
A receptadora respondeu prontamente que havia adquirido o conjunto de sofás de dois lugares pela quantia de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), declinando o nome das pessoas que fizeram a venda, os quais correspondiam aos suspeitos do furto que os policiais estavam procurando.
Diante do quadro evidente de aquisição de produto de crime, os policiais deram voz de prisão à mulher e a conduziram a delegacia de polícia para adoção das medidas de polícia judiciária e posterior encaminhamento ao presídio.
Segundo o Delegado Tiago Souza, “após a prisão em flagrante os policiais lograram êxito na localização dos autores do furto a partir das informações transmitidas pela mulher presa, inclusive já foram intimados a compareceram na delegacia para prestarem suas declarações no inquérito policial instaurado para apurar o crime de furto”. O delegado finalizou alertando que “a pessoa que adquire um bem qualquer que saiba ser produto de um furto poderá ser responsabilizada pelo crime de receptação que, em princípio, é punido com a mesma intensidade do crime de furto, ou seja, 4 anos de reclusão e multa.”
A Polícia Civil está sempre pronta para SERVIR e PROTEGER. Acredite e denuncie. Ligue 197, garantido o sigilo da fonte.