OSÓRIO: Apresentado andamento dos trabalhos do Projeto Orla e do Plano de Manejo de Dunas

O prefeito Roger Caputi e o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária conferiram o andamento dos trabalhos realizados na elaboração do Projeto Orla e do Plano de Manejo de Dunas nos balneários de Atlântida Sul e Mariápolis. Em encontro no gabinete do prefeito, a empresa contratada Seagrass Gerenciamento Costeiro Ltda, representada pelo Oceanógrafo Dr. Luiz Tabajara e pelas Fiscais do Contrato Engenheira Florestal Luciane Barcellos Conceição e a Bióloga Denise Araujo, apresentou o trabalho realizado até o momento.
O município de Osório firmou contrato com a empresa Seagrass Gerenciamento Costeiro Ltda, para a elaboração do Plano de Manejo de Dunas e Projeto de Educação Ambiental para Orla, sob orientação dos técnicos Dr. Luiz Tabajara, Dra. Samanta Cristiano e Bel. Tiago Tabajara e com fiscalização das servidoras municipais Luciane Barcellos Conceição e Denise Araujo. O Plano de Manejo de Dunas (documento elaborado por responsável técnico e submetido ao licenciamento ambiental estadual) está em fase de elaboração, sendo posteriormente encaminhado a FEPAM (órgão ambiental estadual) para aprovação.
O Projeto Orla é uma ação do governo federal, lançado no início dos anos 2000, buscando responder às demandas de ordenamento do uso e da ocupação da orla marítima nacional, tem como premissa a compatibilização das políticas ambiental, urbana e patrimonial por meio da gestão costeira integrada no âmbito municipal, o que abrange o fortalecimento da capacidade de atuação da sociedade através de uma gestão participativa. Osório possui a gestão de suas praias marítimas desde a assinatura do Termo de Adesão à Gestão de Praias, em 26/10/2018, pactuando pela qualificação da orla e se comprometendo a elaborar seu Plano de Gestão Integrada da Orla, no prazo de 4 anos.
O Projeto Orla, atualmente em fase de instrumentalização, após a finalização dos estudos técnicos será realizada a próxima etapa onde ocorrerão oficinas, reuniões e seminários para que os gestores em conjunto com a sociedade civil, elaborem o Plano de Gestão Integrada (PGI), orientados por instrutor capacitado. O Projeto Orla deve funcionar como um canal de diálogo entre diversos grupos sociais, governamentais e não-governamentais, o que permite a identificação dos problemas e das prioridades de forma participativa, subsidiando a ação da administração pública através de seu Plano de Gestão Integrada da Orla (PGI).
✍Texto e 📸Foto: Pietro Marques

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *