IMBÉ: REDE DE PROTEÇÃO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DEBATE O SINAN 🤝📲

Na última quinta-feira (02) o Comitê de Gestão Colegiada da Rede de Cuidado e de Proteção Social de Crianças e Adolescentes vítimas ou testemunhas de violência realizou uma reunião com as representantes do Departamento de Vigilância Epidemiológica Carolina Pimenta, Camila Alves e Jéssica Dorr, para tratar do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).
O sistema foi criado para armazenar as informações das doenças de notificação compulsória, que são doenças que a lei exija que seja comunicada às autoridades de saúde pública, assim como todo tipo de casos ou suspeita de violência, não somente infanto-juvenil, mas contra a mulher, ao idoso, a pessoa com deficiência, LGBTQIA+ entre outros
De acordo com a assessora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), Pâmela de Vasconcelos, o objetivo da reunião foi de discutir como seria feito o registro dos casos que passam pela Escuta Especializada. “O Comitê vai comunicar a Vigilância Epidemiológica dos casos que passarem pela “Escuta Especializada”, afirmou Pâmela.
Ainda de acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Caroline Pimenta, há uma subnotificação destes dados. “A ideia é que com a implementação da Escuta Especializada se possa registrar esses casos com maior eficiência”, informou.
———————————–
📝 TEXTO: Matheus Vargas
📸 FOTO: SMDS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *