Ibama multa em R$ 516 mil embarcação apontada como responsável pela morte de 25 toneladas de peixe

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)puniu o proprietário da embarcação apontada como responsável pela morte de aproximadamente 25 toneladas de peixe no Litoral Norte em janeiro. O órgão aplicou multa de R$ 10 mil, mais R$ 20 por quilo de pescado descartado, totalizando R$ 516 mil. Além disso, o barco foi apreendido.

GaúchaZH teve acesso, nesta terça-feira (17), por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Pesca e Agricultura de Imbé, ao relatório de fiscalização concluído no dia 5 de abril. De acordo com o documento, a embarcação Alexandre Magno IV foi a única identificada, em sobrevoo da Brigada Militar na costa, que teria capacidade para a pesca de 25 toneladas.

“São claros de que a única embarcação com capacidade para tal pesca (industrial); flagrada visualmente nas proximidades; com movimento de pesca e que se aproxima da área da ocorrência, é a embarcação ALEXANDRE MAGNO IV, não restando dúvidas quanto a autoria da pesca irregular.”

O dono da embarcação, a quem a sanção é endereçada, foi identificado como Gustavo Rocha Menetias. GaúchaZH tenta localizá-lo. Assim que conseguir, este texto será atualizado.

Entenda o caso 

Os peixes mortos começaram a aparecer em 19 de janeiro, principalmente nas praias de Atlântida Sul, Albatroz, Santa Terezinha e Mariluz. Foram recolhidas cerca de 25 toneladas de pescado, a maior parte da espécie bagre, que tem a pesca proibida por lei.

A principal hipótese é de que barcos estavam realizando arrastão com rede, mas teriam devolvidos os peixes ao mar quando perceberam a presença de um helicóptero da Brigada Militar.

RÁDIO GAÚCHA AM/FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *