Governo antecipa quase R$ 6 milhões para combate à Covid-19 no Litoral, na Serra e na Fronteira

Com o aumento do fluxo de turistas e da circulação de pessoas na temporada de verão, o governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (20/11), que vai antecipar e ampliar as ações da Operação RS Verão Total 2020/2021 na área da saúde para reforçar o enfrentamento à Covid-19.

Dessa forma, metade dos R$ 5,9 milhões previstos já serão repassados na próxima semana a 46 municípios dos litorais Norte e Sul, da Serra e da Fronteira. A segunda parcela de quase R$ 3 milhões será destinada em dezembro, quitando todo o valor previsto para a saúde na operação ainda em 2020. “Vamos quitar todo o valor de R$ 6 milhões no atual exercício”, garantiu a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Os recursos financeiros serão destinados ao reforço das ações de prevenção ao contágio do coronavírus e aos serviços de saúde nas unidades básicas, no Samu e em hospitais. Além disso, a Portaria 728/2020, da Secretaria da Saúde, assinada em transmissão ao vivo pelas redes sociais, disponibiliza, já a partir desta sexta (20), dois respiradores para seis hospitais do Litoral Norte e Sul, num total de 12 equipamentos. Ainda, cinco ambulâncias irão ser emprestadas ao Litoral Norte, que recebe o maior fluxo entre todas as regiões.

“Graças a termos colocado em dia os repasses regulares a programas, hospitais e municípios, temos conseguido planejar outras ações em situações excepcionais na área saúde, como essa que prevê reforço, durante o verão, aos municípios vocaciados para o turismo que lidam com ampliação populacional. Neste quadro de pandemia, se torna mais relevante que essas cidades tenham estrutura para poder fazer o trabalho da vigilância sanitária, buscando reduzir o contágio de coronavírus, com ações de prevenção e fiscalização, e até o atendimento à população que eventualmente precisar”, afirmou o governador Eduardo Leite.

A Operação RS Verão Total, com guarda-vidas e ações em todas as áreas, segue com abertura prevista para 19 de dezembro, em Capão da Canoa, e encerramento em 28 de fevereiro de 2021, na praia do Cassino. No entanto, por conta da pandemia, a área da saúde da Operação foi ampliada para quatro meses, começando em novembro e seguindo até março.

Além da antecipação de recursos, outra novidade é inclusão de 12 municípios da Serra, que recebem muitos turistas, e de 11 cidades da Fronteira, por onde entram estrangeiros durante o verão, além dos 23 municípios dos litorais Norte e Sul.

“Tenho a convicção, por inúmeras operações verão que já participei, que estamos, com esse foco importante nas ações de combate à Covid-19, dando todo o suporte técnico necessário e ajudando com recursos financeiros bastante expressivos, em um volume que nunca foi empregado. São ações importantes que visam garantir um verão mais tranquilo. Esse é o nosso desejo, mas que também depende do cuidado de cada cidadão para que possamos salvar vidas”, disse a secretária Arita.

Coordenador executivo da Operação Verão Total, o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, lembrou que a prevenção está sendo reforçada pelo governo, mas que cada pessoa também deve fazer a sua parte. “Por isso, foi lançada nesta semana a campanha Te Cuida RS, para que ninguém esqueça da sua responsabilidade em cuidar de si mesmo, dos seus familiares e amigos e de todas as outras pessoas”, afirmou Ranolfo.

OPERAÇÃO VERÃO TOTAL NA SAÚDE

• Transferência de recursos financeiros no valor de R$ 5,9 milhões a serem repassados em duas parcelas a municípios e entidades hospitalares impactados pelo aumento populacional entre novembro de 2020 e março de 2021, especialmente devido à pandemia de coronavírus.

• Os incentivos financeiros da Operação Verão Total RS abrangem municípios do Litoral Norte e Sul, da Serra e da Fronteira com maior impacto turístico no Estado.

• Os incentivos às ações de vigilância em saúde e atenção pré-hospitalar às urgências e emergências, como o Samu, serão destinados a todos os municípios incluídos na portaria.

• Os incentivos à urgência e emergência hospitalar – porta de entrada serão destinados a hospitais de referência do litoral Norte e Sul.

MUNICÍPIOS CONTEMPLADOS COM RECURSOS:

Serra (12)

Gramado

Canela

Nova Petrópolis

Cambará do Sul

Bento Gonçalves

São Francisco de Paula

Vacaria

Caxias do Sul

Farroupilha

Serafina Corrêa

Veranópolis

Garibaldi

Fronteira (11)

Aceguá

Barra do Quaraí

Chuí

Itaqui

Jaguarão

Porto Mauá

Porto Xavier

Quaraí

São Borja

Santana do Livramento

Uruguaiana

Litoral Norte e Sul (24)

Torres

Cristal

Tramandaí

Pelotas

Imbé

Rio Grande

Arroio do Sal

Santo Antônio da Patrulha

Capão da Canoa

São Lourenço do Sul

Osório

Tapes

Terra de Areia

Arambaré

Xangri-lá

Barra do Ribeiro

Cidreira

Palmares do Sul

Balneário Pinhal

Santa Vitória do Palmar

Mostardas

Tavares

São José do Norte

Jaguarão

HOSPITAIS QUE RECEBERÃO RESPIRADORES (6)

Hospital Santa Luzia (Capão da Canoa)

São Vicente de Paulo (Osório)

Santa Casa de Misericórdia de Rio Grande (Rio Grande)

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia – Hospital Santo Antônio (Santo Antônio da Patrulha)

Hospital Beneficente Nossa Senhora dos Navegantes (Torres)

Hospital Tramandaí (Tramandaí)

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Marcelo Flach/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *