Exército realiza ação em busca de armas furtadas e suspeito do crime em Osório

Muita gente foi surpreendida durante o final de semana com a movimentação do exército pelas ruas de Osório.

É que foi autorizada pela juíza federal substituta da justiça militar, a intimação e condução Coercitiva de um ex-soldado para prestar depoimento, sobre o furto de armas, ocorrido no último dia 22/10.

Um morador do bairro Medianeira, de 21 anos, é suspeito do crime e encontra-se desaparecido.

O caso

O museu de armas do Exército Brasileiro localizado no Parque Histórico Marechal Manoel Luís Osório, em Tramandaí, foi alvo de criminosos.

Oito armas do local, incluindo metralhadoras foram levadas.

O arrombamento foi percebido na tarde da terça-feira (22), quando um sargento viu que alguns tijolos foram retirados da parede dos fundos do museu.

O local possui câmeras de segurança, mas que não estão funcionando.

O alarme também não estava ligado. A Polícia Civil e o Instituto-Geral de Perícias foram acionados para iniciar a investigação.

Armas furtadas

Revólver calibre .32 importado,revólver calibre .44 importado, metralhadora calibre .7,62, metralhadora calibre .7,62, submetralhadora calibre .45, submetralhadora calibre .45, metralhadora calibre .45, metralhadora calibre .45.

Litoral Mania

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *