EXCLUSIVO : Vereador Juarez Marques admite seu nome para Prefeitura nas eleições de 2020 em Tramandaí

Em 2020 acontecem as eleições municipais e os nomes para concorrer ao cargo de prefeito e vereadores já são cogitados. Em Tramandaí, não é diferente alguns nomes já começam a aparecer no cenário político.

Em visita a sede do Correio do Imbé o vereador que está em seu sétimo mandado, sendo um de o vice-prefeito do município e seis de vereador, Juarez Marques (MDB), nos concedeu uma entrevista e admitiu que seu nome está à disposição do partido.

– Meu nome está à disposição, evidente que essa é uma discussão que passa por um cenário ainda a ser debatido, precisa do apoio de lideranças e da população. Estou me preparando há um bom tempo para isso, estou na fila e à disposição. A hora que for o meu momento, eu vou buscar esse objetivo de fazer um pouco mais pela minha cidade – comenta Juarez.

O vereador destacou também que a cidade não precisa de alguém que só a conheça, mas que também saiba os principais problemas das pessoas que vivem nela. “Não posso ser candidato de mim mesmo, por isso atuo sempre respeitando a vontade da população e debatendo isso internamente. Minha vontade não poderá se sobre por a da população, hoje mesmo sabemos que muitas pessoas também aguardam uma decisão do ex prefeito Rapaki que é nossa maior liderança municipal, sendo quatro vezes prefeito e tem todo o mérito de ser o primeiro da fila . O vereador Clairton Sessim também já colocou seu nome a disposição e outras nomes também podem ser cogitados dentro do MDB, mas nada foi definido ainda.Evidente que depende do partido e da população para aceitar qualquer um dos nomes para esta função – conclui Juarez.

O Vereador também disse acreditar que o MDB tem condições de disputar a cabeça de chapa na próxima eleição formando uma ampla coligação partidária, já que tem conversado e trabalho em conjunto dos interesses do município com diversas lideranças de outros partidos. “ O MDB de Tramandaí é um partido que mesmo fora da administração continuou trabalhando pela cidade e tem plenas condições de disputar um pleito eleitoral com candidatura própria agregando outras siglas em um projeto unificado, que é o que o partido defende.

Quando questionado sobre a gestão atual de Tramandaí, disse que suas ideais não compactuam com muitos rumos da atual administração. “Nosso atual prefeito merece reconhecimento em algumas áreas, mas as minhas ideias não compactuam com algumas ações de sua administração. O prefeito não tem como fazer tudo sozinho, precisa do apoio das secretarias, e muitas vezes procurei auxiliar o executivo com meu mandato parlamentar alertando sobre coisas que estavam acontecendo ou compromissos que o governo tinha firmado em campanha e não estavam sendo executados.

Muitas vezes o prefeito não sabe o que se passa na sua volta e precisamos mostrar, se ele preferir não enxergar pelo menos fiz minha obrigação. As questões da saúde, da forma da cobrança da taxa de iluminação pública e do tratamento aos bairros são os pontos que mais divergimos. Sei que o prefeito Gauto também quer o bem de Tramandai, mas minha sigla partidária tem posições diferentes sobre a forma de lidar com os problemas da cidade muitas. O MDB e suas administrações que ja contaram com apoio de diversos partidos têm muito ainda a contribuir, temos um grande legado na cidade. Em 2016 nós não vencemos as eleições mas mais tivemos mais de 10.500 votos, isso é muita coisa. Passamos pela pior crise financeira do país em 2015 e 2016 o que impossibilitou de investirmos muito mais, por isso sabemos que podemos apresentar uma proposta de governo agora que voltamos a arrecadar e ter os recursos normalizados para desenvolver mais ainda mais a cidade.

Este período fora do comando da prefeitura está sendo um momento de avaliação de nossos próprios erros e vamos procurar usar isso em favor do nosso próprio crescimento. Eu acho que nossa cidade precisa de uma visão ampla de alguém que conheça todas as diferenças e necessidades dos nossos bairros e que desenvolta ela como um todo, priorizando elevar novamente a auto-estima do Tramandaiense.

Não podemos mais dividir a cidade entre moradores e veranistas, ela necessita de uma política que contemple a todos é um projeto que tenha a cidade como foco principal.” finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *