DEM declara apoio à reforma estrutural proposta pelo governo do estado

O governador Eduardo Leite recebeu, na manhã desta terça-feira (15/10), o presidente do Democratas no Rio Grande do Sul, deputado estadual Rodrigo Lorenzoni. O parlamentar entregou um documento em que o partido declara formalmente apoio à reforma estrutural do Estado.

“Considerando a grave crise fiscal que o Rio Grande do Sul enfrenta, cuja consequência mais severa é o atraso e o parcelamento de salários dos servidores públicos – situação que já se repetiu por 48 meses desde 2015; considerando o rombo estimado em R$ 12 bilhões na previdência estadual para 2019; considerando o compromisso histórico do Democratas com a austeridade fiscal; considerando as diretrizes estatutárias do partido; considerando a iniciativa do Democratas nacional, que aprovou em convenção apoio integral à Nova Previdência proposta pelo governo federal; o Democratas saúda e apoia a iniciativa do Governo do Estado de apresentar proposta que almeja reformar as carreiras e a previdência estadual, com o objetivo de reequilibrar as contas públicas do Rio Grande do Sul”, diz a Nota aos Gaúchos divulgada pelo Democratas.

“Agradeço a confiança do Democratas e o compromisso que vocês estão tendo com o Rio Grande do Sul. Tomar essa frente, o pioneirismo para defender a reforma é um ato de coragem do partido e que me incentiva a conduzir esse processo de onduzir as mudanças aqui no Estado”, agradeceu o governador.

“Importante deixar claro que a reforma estrutural não é sozinha a solução dos problemas do Estado, mas faz parte de uma série de medidas que estão sendo empreendidas. O ajuste fiscal é parte de um projeto maior de desenvolvimento, em que estão as parcerias com o setor privado, as concessões, a redução da burocracia, o novo código ambiental, entre outras. E, dentro do ajuste fiscal, não está apenas a questão do funcionalismo, mas as privatizações, a revisão de isenções fiscais e uma série de outras iniciativas que visam a recuperação econômica do Estado”, reforçou Leite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *