Arrisca um portunhol? Conheça as semelhanças e diferenças do português e do espanhol

Professora de idiomas do Senac Tramandaí, Josiane de Lima, esclarece dúvidas para não sair falando nada errado por aí.

“¡Buenos días!, ¡Hasta luego!” Quem de nós, brasileiros, nunca se arriscou a enrolar a língua e soltar um portunhol? Seja naquela viagem de férias a um de nossos países vizinhos, ao cantarolar uma música latina, ou, até mesmo, ao conversar com um nativo da língua espanhola, as semelhanças entre o espanhol e o português são um convite tentador a “hablar”. Para esclarecer dúvidas de quem quer conhecer outros países da América Latina, a professora de espanhol do Senac Tramandaí, Josiane de Lima, fala sobre as principais semelhanças e as diferenças entre o português e o espanhol.

A culpa é do Latim

Segundo a professora Josiane, a sensação que temos de que as línguas portuguesa e espanhola são da mesma família vem do fato de que as duas são derivadas do latim (assim como o francês, o italiano, o romano). “A explicação é encontrada na História: os dois idiomas se desenvolveram por volta do mesmo período e na região onde, atualmente, estão localizados Portugal e Espanha, a Península Ibérica”, explicou. “A similaridade do vocabulário entre o espanhol e o português gira em torno de 90%, ou seja, 9 em cada 10 palavras são semelhantes. Existem muitas palavras que não apenas se parecem com a língua portuguesa, mas são idênticas e trazem o mesmo significado”, afirma Josiane. Alguns exemplos são: flor, comida, carne, sábado, domingo, entre outras.

A professora também acentua as diferenças no vocabulário. “Não podemos esquecer, claro, das diferenças de pronúncia e a própria rapidez na fala. O que pode tornar uma conversa ao vivo com um nativo um pouco confusa e, porque não, engraçada. Do ponto de vista da gramática, há também diversas similaridades. O desafio para o estudante de espanhol, contudo, costuma ser encontrado não na compreensão, mas em aplicar a gramática corretamente na produção escrita e oral. Nada que a prática não resolva”, aponta a docente.

É preciso ficar atento com os “falsos amigos”

Despacito… Clandestino… Échame la Culpa?” Escutar músicas em espanhol nunca esteve tão em alta. As últimas décadas trouxeram diversas canções hispanas que se tornaram populares nas paradas de sucesso. Quem não se lembra de “Estoy Aquí” da Shakira? Ultimamente, ritmos mais contemporâneos, como o Reggaeton, têm conquistado ouvintes e atraído entusiastas a aprender a língua espanhola.

Antes de sair cantarolando por aí, a dica da professora Josiane é dar uma olhada nos famosos “falsos amigos”. “São palavras semelhantes em dois idiomas, mas com significados bem distintos. Vamos a alguns exemplos de palavras em espanhol e português, respectivamente: apellido – sobrenome; catar – provar; copa – taça; embarazada – grávida; escoba – vassoura; esposas – algemas; mozo – garçom; pelado – careca; quitar – tirar; rojo – vermelho; salada – salgada; vaso – copo; taza – xícara; zurdo – canhoto; entre outras”.

Saber espanhol abre um continente de novas oportunidades

Ficando atrás apenas do Mandarim e do Inglês, a língua espanhola é a terceira mais falada globalmente, e ocupa o segundo lugar como língua mais falada em diferentes países. Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Colômbia e por aí vai. “O estudante brasileiro é sortudo! Além das semelhanças entre o português e o espanhol, praticamente, todos os nossos vizinhos são falantes do espanhol (exceto: Guiana, Suriname e Guiana Francesa)”, ressalta Josiane.

De acordo com a professora do Senac Tramandaí, o falante fluente em espanhol se apresenta ao mercado de trabalho com um diferencial: “Empresas multinacionais, principalmente na América Latina, costumam buscar profissionais que possuam habilidades e competência linguística tanto na parte oral quanto na escrita. Logo, é nesse ponto que o estudo motivado e focado da língua espanhola será o diferencial que proporcionará oportunidades e abrirá portas em sua carreira e seus estudos. Afinal, um espanhol correto, fluído e bem falado ganha de qualquer portunhol bem intencionado”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *