Acordos firmados no TRT-RS garantem manutenção de quatro serviços essenciais à população

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS) mediou, nessa sexta-feira, quatro acordos em categorias importantes, que prestam serviços essenciais à população: metroviários, rodoviários de Porto Alegre, além de supermercados e farmácias de todo o Estado. Nas quatro audiências realizadas ao longo do dia, empregadores e trabalhadores chegaram a um consenso sobre medidas a serem adotadas durante a pandemia do coronavírus. As audiências foram conduzidas pelo vice-presidente do TRT-RS, desembargador Francisco Rossal de Araújo, com a participação do procurador regional do Trabalho Paulo Eduardo Pinto de Queiroz.

No caso dos metroviários, o acordo evitou uma greve que estava programada para iniciar à meia-noite de domingo. O Sindimetrô e a Trensurb acertaram uma série de procedimentos para evitar a disseminação do coronavírus, entre eles a redução de horários de circulação nos trens. Já o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre chegou a um acordo com o Sindicato das Empresas de Ônibus referente à redução de jornada de trabalho e da remuneração de empregados, até 30 de abril.

Em nome dos empregados dos ramos de farmácias e supermercados, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) selou acordo com sindicatos patronais e diversas empresas dos dois setores. O acerto refere-se ao cumprimento dos decretos municipais, estaduais e federais, bem como de medidas de segurança para prevenir o contágio do coronavírus.

Os supermercados foram representados pelo Sindigêneros e o Sindiatacadistas. Participaram da audiência, realizada por videoconferência, representantes das redes Zaffari, Walmart, Big, Atacadão, Rissul, Carrefour e Asun.

As farmácias, por sua vez, foram representadas pelo Sinprofar-RS. Também participaram da audiência, igualmente por videoconferência, representantes das redes Panvel, São João, Pague Menos e Droga Raia.

As audiências com metroviários e rodoviários foram presenciais devido a extrema urgência, mas medidas de precaução foram tomadas pelos participantes.

Gabriel Borges Fortes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *