AÇÃO INTEGRADA DE REPRESSÃO AO ABIGEATO É REALIZADA EM OSÓRIO

Destaque Geral Polícia
“Forças de segurança e de fiscalização realizaram a 3ª etapa no combate e repressão aos crimes de abigeato em Osório”
No início da tarde da última segunda-feira (27/06/2022), policiais civis da Delegacia de Polícia de Osório, policiais militares do 8º BPM/CRPO-L, agentes da fiscalização da inspetoria veterinária estadual e da vigilância sanitária municipal, realizaram nova ação integrada visando orientar, fiscalizar e reprimir infrações penais, mais especificamente o furto abigeato, a receptação de carne bovina furtada e crimes contra a relação de consumo em estabelecimentos comerciais na cidade de Osório, litoral norte gaúcho.
Na ação integrada pelos órgãos de segurança pública e de fiscalização foram verificados quatro estabelecimentos comerciais, oportunidade em que foram apuradas e identificadas apenas infrações administrativas, com expedição das regulares autuações. Participaram da ação 08 agentes policiais e agentes administrativos e 03 viaturas.
Segundo o delegado João Henrique Gomes, titular da delegacia de polícia de Osório, a ação desenvolvida faz parte de uma estratégia e de um cronograma de enfrentamento organizado, visando reprimir e responsabilizar criminosos envolvidos em crimes de furto e receptação de gado. A ação desenvolvida segue em sua 3ª etapa, fazendo frente e coletando dados para subsidiar investigações de expedientes policiais em andamento na delegacia de Osório. Ainda segundo o delegado Gomes, ressaltou e alertou que a pena prevista no código penal para quem furta gado é de reclusão de 05 anos, e quem compra carne bovina proveniente de furto pratica o crime de receptação, podendo ser responsabilizado com pena máxima de reclusão de até 05 anos, ou seja, são penas graves, que inibem alguns institutos despenalizadores da legislação processual penal.
Novas ações e etapas serão desenvolvidas e a comunidade pode denunciar por meio do contato 51.999.120.456 (whatsapp DP de Osório) ou pelo fone 181 (Disque Denúncias da SSP, este abrange todas as localidades). Denuncie. Sigilo da fonte.